04/10/2018
MRN

Novo ciclo de combate à malária

A Mineração Rio do Norte (MRN) inicia, em outubro, mais um ciclo de combate e prevenção da malária. A primeira etapa do projeto aconteceu em maio deste ano. A iniciativa faz parte do Projeto de Combate à Malária, que compreende 18 comunidades quilombolas e indígenas no Alto Trombetas, atingindo, anualmente, uma população de 4.680 pessoas.
 
A cada semestre agentes de saúde visitam as casas dessas comunidades e aplicam inseticida nas paredes internas, do chão até o teto. Na parte externa é realizada aplicação do fumacê. As duas ações tem como objetivo atingir e matar principalmente os mosquitos infectados evitando, assim, que transmitam a doença. A transmissão da malária ocorre por meio da picada da fêmea do mosquito do gênero Anopheles, conhecido como mosquito-prego, que se infecta ao sugar o sangue de uma pessoa doente.