01/11/2017
USIMINAS

Lucro de R$ 360 milhões até setembro

A Usiminas obteve Ebitda Ajustado consolidado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 453 milhões no terceiro trimestre de 2017, valor inferior aos R$ 549 milhões do trimestre anterior, sem considerar os efeitos do acordo com a Porto Sudeste, no valor de R$ 201 milhões. No acumulado do ano de 2017, o Ebitda Ajustado consolidado foi de R$ 1,7 bilhão, contra R$ 426 milhões registrados em igual período de 2016. 
 
A margem de Ebitda Ajustado da Siderurgia atingiu 17%, de julho a setembro, ante 20% registrados nos três meses anteriores. No consolidado até setembro, a margem Ebitda Ajustado saltou de 7%, em 2016, para 23% em 2017. 
O lucro líquido alcançou R$ 75,9 milhões no trimestre, montante inferior aos R$ 175,7 milhões de abril a junho de 2017. O lucro líquido atingiu R$ 360 milhões até setembro, revertendo prejuízo líquido de R$ 382 milhões registrado no mesmo período de 2016. Entre s fatores que contribuíram para o bom desempenho estão o aumento nas vendas de aço, especialmente para o mercado interno, da ordem de 5% em relação ao trimestre anterior. No total, incluindo as exportações, foram 1,016 milhão de toneladas comercializadas nos três meses, contra 990 mil toneladas no segundo trimestre, incremento de 3%. 
 
A receita líquida aumentou de R$ 2,6 bilhões para R$ 2,7 milhões na comparação dos terceiros trimestres de 2016 e 2017. As unidades de mineração - com a retomada da exportação de minério de ferro e o aumento de vendas para a Usina de Ipatinga -, a siderurgia e a transformação do aço (Soluções Usiminas) foram as que mais contribuíram para a elevação, impulsionadas por aumentos de volume de vendas.
 

Veja também