28/02/2018
HYDRO ALUNORTE

Governo do Pará manda reduzir produção

A Hydro Alunorte foi notificada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (SEMAS) para que reduza em 50% a sua produção de alumina calcinada, já que não cumpriu a exigência de reduzir os níveis das bacias do depósito de resíduos sólidos DRS1 em um metro de borda até o dia 26/2. Caso não cumpra com a redução até 1 de março, a empresa sofrerá multas diárias de cerca de R$ 500 mil.

Para cumprir as exigências da SEMAS, a companhia informou que está implementando planos de contingência, a fim de reduzir o potencial negativo sobre os clientes. “Estamos fazendo o máximo para limitar o impacto desta situação desafiadora para nossos empregados, nossos clientes e para as comunidades que nos rodeiam”, disse o presidente e CEO Svein Richard Brandtzaeg. Ele acrescentou que, embora seja muito cedo para avaliar a dimensão e o impacto do corte de produção, a redução poderá vir a ter “conseqüências financeiras e operacionais significativas para a empresa”.   

No dia 26/2, o ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, afirmou que determinou ao Ibama que adotasse medidas de punição à empresa, inclusive com a interrupção das atividades e aplicação de multas expressivas.