15/07/2015
SIDERURGIA

Gerdau anuncia reestruturação nas Américas

A Gerdau anunciou, dia, 14 de julho, o “Projeto Gerdau 2022” com o objetivo de obter maiores sinergias estratégicas e operacionais nas Américas do Norte e Central e no Brasil. O plano prevê que as atividades no México e as joint ventures na República Dominicana, na Guatemala e no México passarão a integrar a “Operação de Negócio América do Norte”, atualmente composta pelas operações de aços longos no Canadá e nos Estados Unidos. Será criada a “Operação de Negócio América do Sul” que integrará as operações de aços longos na Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Venezuela e Uruguai.

A operação de minério de ferro passa a integrar a “Operação de Negócio Brasil”, atualmente composta pelas operações de aços longos e planos no Brasil e de carvão e coque metalúrgico na Colômbia. A “Operação de Negócio Aços Especiais” se mantém inalterada, integrando as operações de aços especiais no Brasil, na Espanha, nos Estados Unidos e na Índia. Essas alterações serão apresentadas a partir da divulgação dos resultados do terceiro trimestre de 2015.

Como parte da reestruturação, os conselhos de administração da Gerdau S.A. e da Seiva S.A. aprovaram, em reunião, que as diretorias das companhias devem avaliar alternativas para incorporação das empresas Seiva, Gerdau América Latina Participações e Itaguaí pela Gerdau S.A., durante o segundo semestre de 2015. Para simplificar e unificar as participações societárias nas companhias operacionais fechadas da Gerdau S.A. no Brasil, o Conselho de Administração aprovou a compra de fatias minoritárias na Gerdau Aços Longos, Gerdau Açominas, Gerdau Aços Especiais e Gerdau América Latina Participações, por um total de R$ 1,986 bilhão. As aquisições permitirão à Gerdau S.A. deter mais de 99% do capital total de cada uma das controladas.