29/11/2018
MAPAS GEOLÓGICOS

CPRM identifica bom potencial no CE

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM), representado pela Residência de Fortaleza (REFO), lança, no próximo dia 29 de novembro, as Notas Explicativas dos mapas Geológicos no Estado do Ceará. São 3 projetos de mapeamento geológico básico em escala 1:100.000 e o lançamento será feito junto à comunidade técnico-científica, aos órgãos governamentais e aos investidores do setor mineral cearense, e à sociedade em geral. O trabalho engloba as folhas Itapipoca e Irauçuba, situadas na região norte do estado do Ceará, e Mombaça, localizada no sertão central do estado do Ceará, que juntas compõem uma cobertura de 9075 Km2.
 
Na Folha Itapipoca foram detectados, a partir de levantamentos de prospecção geoquímica, ouro e ferro, com teores de 40% e 85%, respectivamente. Além disso, também foram cadastradas novas ocorrências de mármores, utilizados para extração de cal, pegmatitos favoráveis à extração de mica e feldspato, e diatomitos. Na área de construção civil Itapipoca oferece materiais para brita, pedra para pavimentação, areia e rocha ornamental como migmatitos, granitos e gnaisses enderbíticos (conhecido como verde netuno). A área abriga também registros de fósseis de megafauna preservados nos chamados “tanques naturais”.
 
Na Folha Irauçuba, a CPRM detectou anomalias de prata, chumbo e Elementos Terras Raras (Cério e Lantânio), além das ocorrências de mármore calcítico, ferro, manganês e fosfato/urânio. Para o setor de construção civil foram identificados areia, brita e rocha ornamental, com destaque para albita granito. Por último, a Folha Mombaça, mostrou potencial para substâncias metálicas – ferro, cobre e manganês, com destaque para ocorrências de cromita associadas a corpos máficos-ultramáficos. Como materiais para uso na construção civil a área tem potencial para brita e rochas ornamentais.
 
Na ocasião será lançado também o Informe de Recursos Minerais do Projeto ARIM Troia-Pedra Branca, que abordou a integração geológica de 9 folhas, na escala 1:100.000, a partir de mapeamentos recentes, cobrindo uma área de 27.225 Km2. O Informe de Recursos Minerais aborda temas sobre a litoestratigrafia, geologia estrutural, geoquímica de prospecção, inclusões fluidas e análises de espectroscopia de reflectância da área.