13/09/2017
AUTOMAÇÃO

Caterpillar lançará nova geração do MineStar

A Caterpillar vai lançar, em 2018, uma nova geração do CAT MineStar (conjunto de tecnologias que incluem as soluções Fleet, Terrain, Detect, Health e Command), que terá mais opções para aplicação de acordo com as necessidades específicas do cliente, menores escalas, pontos de entrada mais fáceis e infraestrutura simplificada, além de ser mais acessível para operações menores como pedreiras de pequeno e médio porte.  O anúncio foi feito em evento para a imprensa especializada, no dia 11 de setembro, no Tinaja Hills Training Center, centro de treinamento da empresa localizado em em Tucson, Arizona.
 
Na ocasião, a Caterpillar também informou que está maximizando a escalabilidade do sistema Command, para controle remoto de equipamentos, o que significa que o sistema poderá ser utilizado tanto em equipamentos de grande escala quanto em menores. Atualmente já existem globalmente 100 caminhões operados remotamente e interagindo com outros 250 veículos. Além de caminhões, o sistema Command já possibilita a operação remota de tratores, perfuratrizes e carregadeiras de subsolo.
 
Outra estratégia anunciada pela Caterpillar é o estabelecimento de parcerias, a fim de tornar mais fácil o uso da tecnologia para os clientes. Isto inclui a instalação da tecnologia em equipamentos de outras marcas. São exemplos o desenvolvimento do Command para o caminhão Komatsu 930E (que deverá estar disponível no primeiro trimestre de 2019) e o Command para as perfuratrizes P&H 320 XPC (o piloto deve estar pronto no quarto trimestre de 2019) e P&H 120 A (com piloto previsto para o primeiro semestre de 2017).
 
Para a empresa, cada vez mais os clientes estão reagindo positivamente com relação ao uso das tecnologias de controle remoto dos equipamentos. No caso do Command para tratores, por exemplo, dois clientes dos EUA e um de Queensland (Austrália) estão expandindo o sistema. Com relação ao Command para caminhões, a solução está sendo expandida para todo o site na BHP Jimblebar, com 50 unidades do 793F. Também está sendo desenvolvida uma parceria com a IOL para lavra de areia de xisto em Alberta, Canadá. Já no caso do Command para perfuratrizes atualmente está sendo testado um piloto para um cliente canadense , enquanto o MineStar para subsolo tem dois projetos em desenvolvimento para clientes do Chile e da Ásia. 
 
No Brasil, embora a Caterpillar não tenha informado, sabe-se que as tecnologias de automação estão sendo testadas em equipamentos na mina de Brucutu, no Quadrilátero Ferrífero, num primeiro momento envolvendo a automação de perfuratrizes e caminhões fora de estrada. 

Veja também