11/10/2018
MARIANA

Acordo viabiliza pagamento de indenizações

Em audiência realizada dia 2 de outubro de 2018, no Fórum do município de Mariana (MG), o Ministério Público homologou acordo para o pagamento de indenizações aos atingidos pelo desastre da Samarco. O acordo teve a presença do MP, dos atingidos, acompanhado da Assessoria Técnica Cáritas, e da Defensoria Pública, o que permite que cada um dos atingidos possa se reunir com a Fundação Renova para negociar a sua proposta de indenização individual.

Em 2016 foram realizadas reuniões sobre os danos provocados entre Barra Longa e Linhares para a construção da Matriz de Danos, praticada pela Fundação. A proposta do cadastro integrado segue nos municípios de Barra Longa até a Foz do rio Doce, com exceção de Mariana (Bento Rodrigues), que pediu que o modelo apresentado fosse reformulado. No ano passado ocorreram outras reuniões com representantes dos moradores atingidos de Bento, Cáritas e Ministério Público para a definição do modelo de cadastro a ser aplicado para os moradores da região.

Em 18 de outubro de 2017, uma Ação Civil Pública decidiu, por solicitação dos atingidos, que o cadastro em Mariana fosse conduzido pela Cáritas. Atualmente a Fundação Renova acompanha a aplicação do formulário 1 do cadastro e arca com a logística e a infraestrutura para a realização do cadastramento. Até o momento, mais de sete mil famílias cadastradas de Barra Longa até a Foz receberam suas indenizações finais.

Veja também