09/05/2018
EMPRESAS DO ANO DO SETOR MINERAL

“Temos que aprender a minerar gente”

Com a participação de um público de mais de 200 pessoas, formado por técnicos e empresários da cadeia produtiva da mineração, representantes de entidades e autoridades governamentais, foram entregues na tarde do dia 8 de maio, no auditório do escritório Pinheiro Neto, em São Paulo, os títulos de Empresas do Ano do Setor Mineral, concedidos a 10 empresas do vários segmentos da mineração pelos leitores da revista Brasil Mineral, através de votação direta.


Maria José Gazzi Salum

Conduzida pela conselheira da revista, Maria José Gazzi Salum, a cerimônia contou com a participação de Vicente Lôbo Cruz, secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do MME, João Carlos Meirelles, secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, Victor Hugo Bicca, diretor-geral indicado da Agência Nacional de Mineração, Paulo Henrique Soares, diretor de Comunicação do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), representando o diretor presidente do Instituto, Walter Alvarenga, e Luís Mauricio Azevedo, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa Mineral (ABPM), além de outras autoridades.

Aprender a dialogar com a sociedade

“Nós aprendemos a pesquisar e lavrar minerais. Agora temos que aprender a pesquisar e lavrar gente”. Foi o que defendeu o secretário Vicente Lôbo nos discursos de abertura da premiação, ao pregar que o setor precisa aprender a dialogar com a sociedade, de forma transparente e ética e que todos os stakeholders devem atuar conjuntamente para conseguir uma interlocução efetiva com o governo e com a sociedade.


Vicente Lôbo Cruz, secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do MME

Na mesma linha, o secretário paulista João Carlos Meirelles disse que o setor da agricultura levou mais de 50 anos para se transformar no que hoje se define como agronegócio e elaborar programas mostrando coisas virtuosas da atividade, ao ponto de se definir como “Techno e pop”. Para ele, a mineração deve trabalhar o conceito de cadeia produtiva, gerando produtos que são essenciais para qualquer atividade humana. E defendeu que o setor faça uma pauta “simples” para ser levada a todos os candidatos a presidente e governador.


João Carlos Meirelles, secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo

Paulo Henrique Soares, do Ibram, afirmou que o setor precisa ampliar sua comunicação com a sociedade, “porque ficou muito tempo falando para si mesmo” e isto exige uma mudança na postura do setor no relacionamento com os diversos stakeholders. “E isto precisa ser feito em conjunto por todos aqueles que falam pela mineração”.


Paulo Henrique Soares, diretor de Comunicação do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram)

Luís Maurício Azevedo, da ABPM, também defendeu que o setor precisa mudar de postura. “Chegou o momento de dizermos à sociedade que se as pessoas querem ter carro e celular, precisam ter mineração. E também dizer que fazemos mineração de forma correta, com sustentabilidade e que somos uma indústria que investe em tecnologia e prevenção. Ou nós mudamos ou seremos relegados à posição de um setor marginal”.


Luís Mauricio Azevedo, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa Mineral (ABPM)

Empresas premiadas

Foram premiadas como Empresas do Ano do Setor Mineral a Embu e Itaquareia (na categoria Agregados), CMOC e Imerys (Minerais Industriais/Fertilizantes), AngloGold Ashanti e Apoena (Metais Preciosos), Mineração Buritirama e Anglo American (Minerais Ferrosos) e Mineração Caraíba e CBA (Minerais Não-Ferrosos). As empresas foram representadas na cerimônia por seus principais dirigentes e por representantes do quadro de funcionários. Um dos momentos mais emocionantes da premiação foi o discurso do presidente da Anglo American Brasil, Rubens Fernandes, falando como a empresa enfrentou e está enfrentando os desafios colocados pelo licenciamento do projeto Minas Rio e os problemas causados pelos vazamentos de minério do seu mineroduto. Ele foi ovacionado de pé pelos presentes.

Homenagem ao DNPM

Durante a cerimônia também foi prestada uma homenagem especial ao DNPM, que será substituído pela ANM (Agência Nacional de Mineração), especialmente aos seu quadro de servidores, pelos 84 anos de serviços prestados à mineração brasileira. A homenagem foi prestada pelo ex-diretor do órgão e conselheiro da Brasil Mineral, Elmer Prata Salomão, e recebida pelo diretor indicado da ANM, Victor Bicca que também integrou o quadro do DNPM por mais de três décadas. Ele agradeceu pela homenagem e elogiou as indicações para os futuros diretores da Agência, que foram feitas com base na competência e experiência técnica dos profissionais.


Victor Bicca e Elmer Prata Salomão

Veja também

19/09/2018
PERSONALIDADES DO ANO | Votação começa. Veja quem são os indicados
05/09/2018
MUSEU NACIONAL | SBG lembra último evento no local
05/09/2018
ENCONTRO TÉCNICO | Brasil Mineral discute rejeitos e automação
30/08/2018
MINERAÇÃO & COMUNIDADES | Relações ainda precisam evoluir mais
22/08/2018
3º MINERAÇÃO &/X COMUNIDADES | A Licença Social em discussão
09/08/2018
RANKING | 10 empresas arrecadam 70% da CFEM
02/08/2018
QUILOMBOLAS | Governo define áreas em Alto Trombetas